Moradores dos distritos de Ceraíma, Mutans e de diversas comunidades da zona rural de Guanambi, foram surpreendidos com uma chuva de granizo na tarde deste sábado (5). Moradores da localidade de Baú registraram em vídeo o momento em que o granizo caiu sobre a região. “Olha gente tudo isso é gelo! Meu Deus! É muito gelo”, falou empolgada uma moradora. Conforme relatos de internautas que registraram o fenômeno climático, a chuva seguida de fortes ventos durou cerca de meia hora.

Como acontece a chuva de granizo 

O fenômeno, que costuma ser mais comum no verão, acontece quando o hemisfério sul recebe maior incidência de raios solares e fica mais aquecido. O ar quente sobe e, quando se encontra com o ar frio da atmosfera, gera um contraste de temperaturas que acaba criando gotículas de gelo. “Dentro dessas nuvens, o ar úmido, resultante da evaporação de água da superfície, está sempre se movimentando de cima para baixo, e causam a formação de gotículas de água em baixa temperatura”, explica o professor Hilton Silveira Pinto, do Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (Cepagri), da Unicamp. À medida que a nuvem sobe na atmosfera, a temperatura fica mais baixa: -0,6 C a cada 100 metros. Assim, essas nuvens normalmente atingem temperaturas abaixo de zero. Com isso, as gotas de água tendem a congelar na nuvem, e aumentam de tamanho com seu movimento de sobe-desce. Isso faz com que surja a descida sucessiva de novas camadas de água e a junção de pedras de gelo, que caem quando atingem determinado peso. O tamanho das “pedras” aumenta de acordo com a quantidade de água formada na nuvem, e da maior ou menor atividade de movimentação. De modo geral, as áreas atingidas por granizo não são extensas, variando entre 1 a 10 km/h.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui