Enxurrada invade galpão e prejudica feirantes no Mercado Municipal de Guanambi

0
21
Foto: Joana Martins/ Agência Sertão

Em Guanambi, a falta de infraestrutura de drenagem na região do Mercado Municipal tem sido motivo de reclamações de moradores, motoristas e principalmente dos feirantes.

Neste domingo (17), um feirante do Mercado Municipal de Guanambi gravou o momento que uma enxurrada causada pelas chuvas atingiu várias barracas do local. No ocorrido, mais de vinte barracas foram removidas antes que a chuva carregasse. “Ontem umas 10h30, necessitamos tirar tudo daqui, não ficou nada porque ficamos com medo da chuva levar. A água batia no joelho”, explica o comerciante Manoel Fernandes.

Segundo Manoel, já são 40 anos que ele trabalha no mesmo local e até hoje só existe promessa de realização de um elevação e um dreno para escoar a água da chuva. “Entra prefeito e sai prefeito e até hoje ninguém resolveu nada. E outra, pode vim chuva forte ou fraca que aqui fica alagado. Trabalhamos nessa lama preta todas as vezes que chove na cidade”, relata o comerciante.

Questionado sobre a possibilidade de ser contaminado com alguma doença, ele disse – “Eu nunca tive, só que minha esposa pegou uma frieira no pé que demorou para sarar (sic)”, disse. De acordo com dados da coordenação do Mercado Municipal de Guanambi, são 730 feirantes inscritos e mais de 230 pessoas que trabalham em barracas ou caminhões sem cadastro.

No total, são quase mil funcionários diretos, sem contabilizar os carregadores e ajudantes. O mercado municipal de Guanambi é o maior e mais movimentado da região. Os dias de maior movimento são as segundas, quintas e domingos. No entanto, todos os dias têm comercialização de frutas, legumes, carnes e cereais, tanto no atacado como no varejo.

Estima-se que caminhões de pelo menos 40 municípios da região passem pelo local todas as semanas. Prefeitura de Guanambi A prefeitura de Guanambi alega que a feira vem passando por varias melhorias, em todos os setores, tanto no mercado, quanto em suas cercanias. “Com a chuva forte de ontem, infelizmente a vasão foi grande e acabou adentrando o espaço de barracas.

O lixo deixado por alguns, acabou entupindo as bocas de lobo da região e diminuiu a vazão. A Secretaria de Industria e Comércio já tem um projeto para a drenagem destas águas, que irá impedir que isso ocorra novamente. A execução destes serviços está previsto para breve”, disse em nota envida à Agência Sertão.

Contudo, vale ressaltar que a presença de acúmulo de água na localidade atingida neste domingo é frequente nos dias de chuva, como diz o relato de Manoel. Como também, na manhã desta segunda-feira (18), foi observado que existem canos para captação de água da chuva que deságua no local. Além disso, a localidade atingida fica em uma baixada.

Fonte: Agência Sertão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui