15.mai.2019 - Manifestantes protestam contra bloqueio na educação em frente à UFBA (Universidade Federal da Bahia), em Salvador Imagem: Mauricia Da Matta/Agência O Dia/Estadão Conteúdo

.

Convocados por ao menos três entidades do movimento estudantil, alunos de todo o país retomam hoje as manifestações contra os congelamentos na educação, sob acusação do ministro da Educação, Abraham Weintraub, de que há “coação” por parte de professores pela participação nos atos.

“Estamos recebendo aqui no MEC (Ministério da Educação) cartas e mensagens de muitos pais de alunos citando explicitamente que alguns professores, funcionários públicos, estão coagindo os alunos e que serão punidos de alguma forma caso eles não participem das manifestações”. Abraham Weintraub, em vídeo ontem nas redes sociais.

Fonte: Uol

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui