Caetité: presidente de comissão rebate críticas do vereador Cláudio Ladeia

0
31
FOTO: Marcos Oliveira - Sudoeste Bahia


Em entrevista ao site Sudoeste Bahia na terça-feira (22) , o vereador Cláudio Ladeia (PSDB), justificou o seu pedido de afastamento da comissão de Vereadores para o acompanhamento dos empreendimentos da Bamin e das empresas de energia eólica em Caetité.

Em seu relato, Ladeia disse que a comissão não tem cumprido com o proposto, que as contratações por indicação política continuam e que já há “currículos indicados” por políticos. Relatou, também, que tem se sentido “lesado” e “feito de trouxa” pela comissão.

Nesta quarta-feira (23), o vereador João da Silva Chaves “João do Povo”, presidente da referida comissão, rebateu as críticas do colega e declarou que “a comissão foi criada após ouvir o clamor da comunidade caetiteense, pois estavam chegando algumas empresas para trabalhar no município trazendo muito a funcionários de fora, e teve como objetivo principal lutar pelos empregos frente a estas empresas, para garantir emprego para as pessoas de Caetité.

Infelizmente, não há uma lei que obrigue a estas empresas, por isso foi criada a comissão, que realizou vários trabalhos e realizamos várias visitas às empresas.

Solicitamos a estas empresas que, em todo e qualquer contratação, fosse feita através do Sine Bahia para alavancar nossa economia e garantir que os caetiteenses tivessem garantia de emprego.

Infelizmente o vereador Cláudio achou que estaria ‘enxugando gelo’, não acho dessa forma, acredito que a partir do momento que se tem oportunidade de resolver a situação dos desempregados de Caetité, tem que se luta e até o fim. Vou continuar a defender os interesses do povo de Caetité”, disse o vereador.

Em relação a empresa Termosol, que realiza a obras da Unacon, o edil disse que “como vereador, a minha obrigação é averiguar os fatos.

Conversei com o proprietário, o Sidney, que disse que havia várias pessoas de Caetité solicitando emprego, entre estas pessoas, alguns políticos, que ele receberia o currículo de qualquer pessoa, e quem iria selecionar as pessoas para trabalhar na empresa seria o setor pessoal. Concordei com ele, ele está coberto de razão, e queria parabenizá-lo, pois 100% das pessoas que trabalham na Termosol são filhos de Caetité, e esse é o verdadeiro objetivo da nossa comissão”, concluiu o vereador. ( Sudoeste Bahia )

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui