A TV Latinha fez a transmissão ao vivo do espetáculoMNMOSINE – DANÇA, MÚSICA E HISTÓRIA e parabeniza a UniFG pela beleza, emoção e transmissão da história da vila de Beija-Flor até os dias atuais, através de um elenco que reuniu direção artística, coreógrafos, figurantes, artistas, cantores, personagens do povo e da história da cidade. 
A participação da presidente da Fundação Joaquim Dias Guimarães, Professora Nice Amaral, e da artistaRose Fernades encantaram o público com a maestria de personagens que orgulha o povo guanambiense.
É importante registra a beleza de luzes e cores do MERCADO DAS ARTES – prédio histórico que referência a FEIRA LIVRE DE GUANAMBI

PARABÉNS UniFG pela contruibuição ao desenvolvimento sustentável da cidade! Viva os 100 anos de lutas e labutas do nosso povo trabalhador.
UNIFG: ORGULHO EM FAZER PARTE DESSA HISTÓRIA


O Centro Universitário UniFG, cumprindo o seu papel de fomento e valorização da cultura local e regional, abre as celebrações do Centenário de Guanambi com um presente para toda a cidade. Em comemoração aos 100 anos da cidade, foi apresentado, no dia 03/08/2019, às 19h30, na Praça Coronel Cajaíba (conhecida como praça do Mercado das Artes), o Espetáculo Mnemosine Beija-Flor.A apresentação buscou reviver as marcas da memória e da história do povo que ajudou a construir os 100 anos de uma das cidades mais importantes do centro-sul baiano. Com dança, música e outras expressões artísticas, mais de 150 bailarinos (profissionais e amadores), participaram da apresentação, que tem Direção Artística de Karla Viviane, renomada profissional da arte e dança em Guanambi e região.O espetáculo foi  totalmente gratuito para o público, e contou a história da cidade desde os primeiros tropeiros, passando pela história econômica, os costumes locais, as expressões da cultura, a religiosidade, até chegar aos dias atuais, demarcando o crescimento de Guanambi como polo regional.“Mnemosine Beija-Flor foi construído há mais de um ano. São pessoas de todas as origens, ocupações e classes sociais da nossa comunidade que se somaram a artistas regionais e, através da dança, da música e outras expressões artísticas, recontou nossa trajetória histórica”, afirma Karla Viviane, destacando que Mnemosine, a deusa grega da memória, empresta seu nome para a apresentação.Segundo a Profa. Adriana Bomfim, Coordenadora de Cultura da UniFG,  o espetáculo foi uma superprodução, digna do centenário da cidade com quem a UniFG construiu um laço histórico de memória e afeto. “Nosso objetivo é cultivar a relação de pertencimento de cada cidadão com a antiga Beija-Flor, hoje Guanambi, estreitando os laços identitários que fazem de nós, guanambienses de origem ou afinidade, amantes dessa cidade”, afirma Bomfim.O Mnemosine Beija-Flor faz parte de um conjunto de ações do Centro Universitário UniFG que comemoram o Centenário de Guanmabi. Em 2018 foi lançado o site guanambi100anos.com.br, que divulga as diversas atividades realizadas pela instituição, como o lançamento de um livro, que narra a história da cidade. 

FONTE – UniFG

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui