Foto: Reprodução

Companhia deve gerar 12 mil empregos diretos e 70 mil indiretos na implantação do projeto Pedra de Ferro e do Porto Sul

A BAMIN está implantando no interior da Bahia um projeto moderno e inovador de extração e beneficiamento de minério de ferro do país, um modelo que deverá ser uma referência para o setor. Além da eficiência e processos sustentáveis, o Pedra de Ferro e o Porto Sul serão vetores de novas oportunidades com a geração de cerca de 12 mil empregos diretos e 70 mil indiretos no interior. 

O Pedra de Ferro é um projeto greenfield integrado que inclui mina, ferrovia e porto, combinados a alta qualidade e tecnologia. Com investimentos de aproximadamente R$ 10 bilhões, a companhia vai produzir até 20 milhões de toneladas de minério de ferro por ano e redesenhará o mapa da mineração, elevando a Bahia ao posto de terceiro maior produtor de minério de ferro do país. A previsão de implantação da Mina Pedra de Ferro é para o segundo semestre de 2020 e das operações em 2024.

Ao mesmo tempo, a BAMIN está impulsionando os dois maiores projetos de infraestrutura logística da Bahia: O Porto Sul, empreendimento que tem como sócios a BAMIN e o Governo do Estado da Bahia, em fase de implantação em Ilhéus, no Sul do Estado, e a Ferrovia da Integração Oeste Leste (FIOL), projeto do governo Federal, que tem a empresa como o mais importante cliente pelo volume e demanda firme de carga, o que torna o projeto ferroviário economicamente viável. Em um dos trechos, a FIOL ligará o município de Caetité, no Sudoeste Baiano, onde está localizada a mina Pedra de Ferro, ao Porto Sul, integrando assim os modais de transporte de todo o minério da BAMIN.

Comprometida com seu papel social, a empresa desenhou suas operações de forma a se tornar um vetor de desenvolvimento regional, fomentando outros novos negócios no interior do estado, com impactos positivos na geração de emprego e renda, sobretudo na infraestrutura. Juntos, os empreendimentos da BAMIN (Mina e Porto) vão gerar mais de 10 mil empregos diretos e 60 mil indiretos na implantação e 1.500 empregos diretos e 9 mil indiretos na operação. No total, serão cerca de 12 mil empregos diretos e 70 mil indiretos gerados na Bahia. Comprometida com o desenvolvimento regional, a empresa tem como meta a contratação de pelo menos 60% da mão de obra local.

Para alcançar esta meta, a empresa possui um programa de qualificação profissional em parceria com o Senai, o Mina de Talentos, que prepara a mão de obra local para as oportunidades de trabalho que surgirão nas regiões, tanto nas operações da BAMIN quanto em outros empreendimentos. O programa já qualificou mais de 1,3 mil trabalhadores em funções que serão demandadas na construção do Porto Sul.

Sobre a BAMIN
A BAMIN é uma empresa brasileira de mineração que iniciou a formação em 2005 com um projeto pioneiro para o estado da Bahia. O empreendimento denominado Projeto Pedra de Ferro pretende produzir 20 milhões de toneladas de minério de ferro por ano, apoiado em uma gestão de excelência e sustentabilidade. A BAMIN irá transformar a Bahia no terceiro maior produtor de minério de ferro do Brasil. A Companhia possui escritórios estratégicos em Caetité, Ilhéus, Belo Horizonte e sua matriz está localizada em Salvador. 

O controle acionário da BAMIN é do Eurasian Resources Group (ERG). Com mais de 20 anos de sucesso na área de mineração, a empresa tem um portfólio de ativos de produção e projetos de desenvolvimento em 14 países, cruzando quatro continentes. O ERG é o maior produtor mundial de ferro-cromo, um dos mais importantes especialistas em minério de ferro, um dos dez principais produtores de alumina e o principal produtor de cobre e cobalto.

Fonte: Darana Relações Públicas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui