Foto - Reprodução

Em assembleias realizadas na semana passada, trabalhadores (as) da Embasa decidiram fazer uma paralisação de advertência por 24 horas nesta terça (23), em protesto contra o que classificam de desrespeito da empresa: muito atraso nas negociações para fechamento de novo acordo coletivo de trabalho e a intenção de cortar direitos conquistados há anos.

Entre os serviços que ficarão suspensos estão os de ligação e religação de água e esgoto, conserto de vazamentos de água e esgoto, entrega de fatura, atendimento ao público etc.

A categoria tem data-base em primeiro de maio e poucas negociações foram realizadas de lá para cá, mesmo tendo iniciado a campanha salarial em fevereiro. A proposta feita pela Embasa, já recusada em assembleia, é de corrigir o salário e poucos benefícios pela inflação medida através do INPC (5,07%), mesmo assim condicionando isso à aceitação do sistema de coparticipação no plano de saúde. Ou seja, se reajusta o salário por um lado, pelo outro aumenta o gasto do trabalhador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui