Foto: reprodução

empresário Hélio Lessa Mota Barbosa foi denunciado pelo Ministério Público estadual à Justiça por atos de violência física e psicológica cometidos contra a sua ex-esposa. O caso foi revelado com exclusividade pelo BNews na semana passada. Conforme o documento, ele manteve um relacionamento “pautado por abuso, humilhações, ofensas, chantagens e agressividade” com a promotora de Justiça Lolita Lessa, “agindo de modo possessivo e controlador com a vítima”.

Segundo o MP, os fatos foram apurados em inquérito policial e o empresário foi denunciado pelos crimes de lesão corporal, ameaça, tentativa de estupro e por submeter a filha do casal a constrangimento.

“O Ministério Público está adotando todas as providências cabíveis para resguardar a vítima desde o primeiro momento, quando ela procurou o Grupo de Atuação Especial em Defesa da Mulher e da População LGBT (Gedem) para relatar a situação de violência doméstica e familiar. De imediato, a Instituição requisitou à Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) a instauração de procedimento investigatório criminal para apurar os fatos e também, por meio do Gedem, ajuizou pedido e assegurou todas as medidas necessárias para proteger a vítima”, relata o MP, em nota.

Coordenadora do Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos (CAODH), do MP, a promotora de Justiça Márcia Teixeira afirmou que o Gedem ofereceu total e irrestrito apoio à vítima, como faz com todas as mulheres que atende. Ela lembra que “o fato de uma pessoa ser promotora de Justiça não significa que ela não esteja suscetível às violências praticadas contra as mulheres, inclusive a violência doméstica e familiar. Infelizmente, qualquer mulher está vulnerável a essas violências. Diariamente, o Ministério Público luta com afinco para protegê-las e tem sido assim com este caso específico também”.

Para Márcia Teixeira, “este caso mostra que é preciso promover o fortalecimento de políticas públicas e a celeridade nas respostas do Sistema de Justiça”. “Precisamos de respostas rápidas”, frisa Márcia Teixeira, complementando que, além da importante estrutura de apoio às vítimas para que saiam do local de medo, insegurança e vergonha, “é fundamental que, quando uma mulher tome essa decisão, o Sistema de Justiça funcione de forma célere”.

Entenda o caso
Lolita Barbosa é promotora de Justiça do Grupo Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (GAECO). Já Hélio Barbosa é um ex-militar e empresário do ramo do CrossFit. Segundo o Termo de Declarações assinado por ela junto ao Ministério Público da Bahia, o ex-marido apresentava comportamento ciumento, possessivo e com agressividade fora do normal. No processo, ela denuncia que ele controlava as roupas que ela vestia e também conta que não podia ter amigos homens. Ela não podia nem mesmo ser atendida por médicos do sexo masculino. Na academia, era obrigada a usar um casaco amarrado na cintura.

As primeiras agressões começaram a ser registradas em em vídeo. Na primeira imagem, Hélio aparece discutindo com Lolita na frente da filha do casal. No segundo vídeo, Lolita, farta de tantas discussões, resolve dormir no berço da criança. Em outra imagem, Hélio tenta fazer toques íntimos na mulher. Ela o rejeita. E chora. Em um áudio, os dois brigam por causa de um apartamento. O homem quer que a mulher venda o imóvel e lhe dê o dinheiro para fazer investimentos. Em outro áudio, ele reclama das roupas da vítima.

Nas redes sociais, Hélio se mostra com um perfil religioso, amante dos animais e de academia. Ele tem um porte físico avantajado. Em uma das fotos, ele aparece ao lado do presidente Jair Bolsonaro. Em outra, faz alusão a armas. Em uma das brigas do casal, segundo o MP, Lolita conta que Hélio ameaçou matar toda a sua família caso ela o afaste da filha.

Procurada, a vítima, por enquanto, prefere não gravar entrevistas. Segundo o advogado dela, Gamil Foppel, Lolita está bastante assustada. Ele afirma que a vítima está sob medida protetiva, mas o que mais  preocupa é que Hélio recentemente procurou uma ex-empregada do casal a procura de informações sobre a rotina dela.

BNews fez diversas tentativas de entrar em contato com Hélio, mas ele não foi encontrado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui