Foto: Reprodução | TV Bahia

O suspeito de participar do sumiço da namorada em Vera Cruz, na Ilha de Itaparica, teve a prisão preventiva decretada pela Justiça da Bahia na sexta-feira (31). A informação foi divulgada pela Polícia Civil, na tarde desta segunda-feira (3).

Ludmila Aragão Campos, de 41 anos, foi vista pela última vez no dia 27 de janeiro, em Vera Cruz. Três dias depois, um corpo foi encontrado carbonizado dentro de um carro, em São Sebastião do Passé. A delegacia do município e o Departamento de Polícia Técnica (DPT), no entanto, não confirmam que o corpo é de Ludmila. Informações do G1 Bahia.

Os familiares afirmam que o carro encontrado queimado pertencia a Ludmila, por causa de uma análise no chassi do veículo. Ele contaram ainda que, uma das últimas vezes que foi vista, ela estava com o companheiro, dentro de um carro.

As investigações estão em curso e um laudo do Departamento de Polícia Técnica (DPT) deve apontar as causas do incêndio no veículo e se o corpo é o de Ludmila Aragão. Ainda de acordo com a família, Ludmila é natural de Salvador e morava em Vera Cruz, na Ilha de Itaparica, há dois meses, quando foi para o local abrir um restaurante.

Os familiares contaram ainda que, na segunda, o namorado da mulher, identificado como Charles, foi visto dentro da casa dela, por volta das 20h. Em seguida, moradores da região avistaram ele saindo dentro do carro da mulher, junto com ela. No mesmo dia, a casa de Ludmila foi encontrada queimada.

Já no dia seguinte, o carro apontado como o de Ludmila foi encontrado queimado em São Sebastião do Passé, junto com um corpo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui