Delegado diz que negocia com defesa de João de Deus para que ele se entregue, mas ainda não há prazo

0
10
O médium João de Deus, que teve prisão decretada após relatos de de abuso sexual — Foto: Ernesto Rodrigues/Estadão Conteúdo

O delegado-geral da Polícia Civil de Goiás, André Fernandes, afirmou que a corporação segue negociando com a defesa de João de Deus para que ele se entregue. O médium teve a prisão decretada na sexta após mais de 300 relatos de abuso sexual. Ele sempre negou as acusações. Para o Ministério Público Estadual de Goiás (MP-GO), o líder religioso é considerado foragido da Justiça (veja nota abaixo).

O investigador afirmou que, apesar da negociação, a prisão de João de Deus não deve ocorrer até as 20h, prazo que havia sido estabelecido anteriormente para a apresentação do médium.

De acordo com o delegado, João de Deus, diferente do entendimento do MP-GO, não é considerado foragido, pois não há prazo no mandado de prisão para que ele se entregue e porque existe a negociação com a defesa para o cumprimento da ordem. Na sexta, ele havia dito que esperava que isso ocorresse até o meio-dia deste sábado.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui