Foto - Reprodução


Um jovem identificado como Marcos Vinicius Oliveira Teixeira, de 21 anos, conhecido como “Bellus”, foi morto a tiros na noite deste sábado (12), por volta das 20h, no bairro Beija-Flor, em Guanambi, no Sudoeste da Bahia.

De acordo informações, Marcos estava na residência onde morava, situada na Rua José Neves Teixeira, quando dois homens invadiram a casa e efetuaram vários tiros contra a vítima. Após o crime os atiradores fugiram do local em uma motocicleta de dados ignorados.

O Serviço de Atendimento Móvel (Samu) foi acionado e constatou a morte de Marcos. O corpo dele foi levado a IML-Instituo Médico Legal de Guanambi para realização de necropsia. Conforme a polícia, Marcos possui passagens pela delegacia e o crime pode está relacionado com o tráfico de drogas.

Esse foi o vigésimo homicídio registrado esse ano em Guanambi.Em 2018 foram 21 homicídios.

Homicídios registrados em Guanambi este ano

 O primeiro homicídio do ano teve como vítima José Henrique Ribeiro de Souza, (Morgado), 20 anos, morto a tiros no dia 8 de janeiro, na Rua A, bairro Renascer.

O segundo foi Maicon Charles Ramos dos Santos (Charlin), 27 anos, morto a tiros no distrito de Mutans, município de Guanambi, no dia 2 de fevereiro. O terceiro teve como vítima Orlando Alves de Castro (Tim) 40 anos, no dia 23 de março, em bar localizado às margens da BR-030, trecho entre os municípios de Guanambi e Palmas de Monte Alto.

A quarta morte por homicídio foi registrada no dia 30 de março, na Rua Genebaldo Souza Teixeira, bairro Lagoinha, tendo como vítima Alessandro de Jesus Oliveira (Doquinha), 28 anos.

O quinto homicídio teve como vítima Jeferson Rodrigues Cardoso (Jéu), o qual foi atingido a tiros no dia 18 de abril, na Rua Gasparino Donato Neto, no bairro São Sebastião. Jéu não resistiu e morreu no Hospital Regional de Guanambi no dia 19.

O sexto homicídio ocorreu no dia 19 de abril, a vítima foi Wanderson Alves dos Reis, 31 anos, que morreu após ser atingido com um golpe de faca no peito, em um bar, na Avenida Ceraíma, no Bairro Sol Nascente.

O sétimo homicídio ocorreu no dia 23 de abril no bairro Beija-Flor II. A vítima foi Rafael dos Santos Evangelista, 26 anos, que morreu após ser atingido com golpes de faca, durante uma discussão em um bar.

O oitavo e nono homicídio foi registrado no dia 18 de maio, no Monte Pascoal, tendo como vítima Michael Bruno Souza Gomes, 25 anos, e Erivaldo Pereira dos Santos (Erim), 37 anos, os quais morreram após serem atingidos a tiros. O décimo homicídio foi registrado no dia 19 de junho, no bairro Santa Luzia, tendo como vítima Carlos Mário de Souza Silva, de 26 anos.

O décimo primeiro foi João Paulo da Silva Santos (Cachorrinho), 32 anos, o qual morreu após ser atingido a tiros enquanto estava na Rua Otacílio Fernandes, no bairro Monte Pascoal, no dia 23 de junho. O décimo segundo teve como vítima Douglas Souza Barros, de 32 anos, o qual foi morto a tiros na noite do dia 27 de junho, na Praça do Cemitério Santo Antônio, no bairro Bela Vista.

O décimo terceiro foi registrado no dia 14 de julho, no bairro Monte Pascoal, tendo como vítima Jackson Ramos de Araújo (Jackson Orelha), de 30 anos, morto a tiros. A vítima do décimo quarto homicídio foi Almir Alves de Souza (Neguinho), 30 anos, que foi atingido a tiro, no dia 25 de julho, enquanto chegava na sua residência, no bairro Monte Pascoal. Almir teria sido vítima de bala perdida, pois o alvo dos atiradores seria outra pessoa.

kaike dos Santos Neves, 19 anos, foi a vítima do décimo quinto homicídio. O crime ocorreu no dia 25 de agosto. Kaike estava em frete a casa onde morava, na Avenida ‘A’, no bairro Brindes, quando foi surpreendido por dois homens, que chegaram em uma motocicleta e efetuaram os tiros. O jovem foi socorrido e levado ao hospital, mas não resistiu.

O décimo sexto homicídio foi registro no dia 13 de agosto. A vítima foi um adolescente de 16 anos, identificado como Ramon dos Santos Borges, o qual morreu após ser atingido a tiros em sua residência, na Rua Aroeira, no bairro Joaquim Fernandes. A vítima estava dormindo na casa onde morava, quando dois homens invadiram a residência e efetuaram os tiros. Ramon foi levado ao Hospital Regional de Guanambi, porém não resistiu.

O décimo sétimo homicídio vitimou Eraclito Castro da Cruz, de 36 anos. Ele morreu após ser atingido com um golpe de faca durante uma discussão com o irmão na noite do dia 28 de setembro, na fazenda Terreiro Duro, região do distrito de Mutans.

O décimo oitavo foi Adriano Santos Silva (Marconde), de 29 anos, morto também na noite de sábado (5), no bairro Vasconcelos. No dia 5 de outubro Guanambi registrou dois homicídios. Em um deles um homem identificado como Adriano Santos Silva (Marconde), de 29 anos, foi morto a tiros na Rua João Antônio Nogueira, no bairro Vasconcelos.

O outro homicídio registrado no dia 5 de outubro foi o de Lindomar Lima Rodrigues, de 30 anos. Lindomar foi morto na fazenda Corujas, na região do Poço do Magro.

EDIÇÃO: MATEUS SOUZA VALE- FOLHA DO VALE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui