Foto: Divulgação/PC

O suspeito de negociar a compra de um garoto de 12 anos, que seria vendido pela mãe por R$ 70 mil, foi liberado após pagar uma fiança de dois salários mínimos, o que corresponde ao valor de R$ 1.996. Segundo a Polícia Civil, Sinvaldo Lenes Vieira, deixou a delegacia de Santa Maria da Vitória, na tarde de quarta-feira (6). De acordo com informações da polícia, a prisão da mãe do adolescente, Maria Roque Rocha, também é afiançável, mas a suspeita alegou não ter condições financeiras para fazer o pagamento. No dia 22 de janeiro, a Polícia Civil concluiu o inquérito e indiciou Maria Rocha Roque por tráfico de pessoas, abandono de incapaz e comunicação falsa de crime. Já Sinvaldo Vieira foi indiciado por tráfico de pessoas, mesmo após ter negado a participação no crime. De acordo com o delegado Alexandre Haas, o inquérito foi enviado para o Ministério Público da Bahia (MP-BA), que pediu novas diligências. Entretanto, não há detalhamento sobre o que seria investigado já que o processo continua na Justiça. De acordo com o delegado Alexandre Haas, Sinvaldo foi acusado pela mãe do garoto em depoimento na delegacia. Também em depoimento, Maria revelou que venderia o adolescente por raiva, porque o garoto é fruto de um estupro. Segundo o G1, a polícia não tem informações sobre quem teria sido o autor do abuso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui