João de Deus é ouvido novamente em Abadiânia — Foto: Reprodução/ TV Anhanguera

João de Deus, de 77 anos, voltou a ser interrogado em audiência judicial realizada na tarde desta sexta-feira (12), no Fórum de Abadiânia. A sessão foi relacionada a dois processos pelos quais responde na Justiça, sendo um por abusos sexuais durante os atendimentos espirituais que realizava e outro por posse ilegal de armas. Ambos estão em segredo de Justiça.

Por volta das 17h40, João de Deus deixou o fórum dentro do veículo da escolta prisional em direção a Aparecida de Goiânia, onde está preso. Segundo a defesa, ele voltou a negar ‘veementemente os abusos sexuais” mencionados na ação, que reúne cinco denunciantes, e admitiu a posse das armas, mas alegou não saber que era crime guardá-la em casa.

Os advogados de defesa Alex Neder e Renato Martins comentaram que o interrogatório foi tranquilo e que João de Deus respondeu a todas as perguntas feitas a ele.

“Audiência foi tranquila, correu muito bem, seu João respondeu todas as perguntas, os fatos foram bem esclarecidos. Ele assumiu a responsabilidade das armas. A esposa dele não sabia de nada. Ele pegou essas armas de pessoas que iriam suicidar”, afirmou Neder.

“Ele tinha as armas em casa, mas ele não sabia que era crime. O seu João é uma pessoa que não tem leitura, não tem estudo. Ele não sabia das mudanças no estatuto do desarmamento. Não sabia atirar, nunca atirou, nunca usou, nunca portou”, disse o advogado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui