Foto: Divulgação/PM

Um rapaz de 19 anos foi preso em flagrante na quarta-feira (6) por suspeita de ter torturado e matado a própria filha, de apenas dois meses, em Itatiba (SP). A mãe, de 17 anos, foi apreendida. De acordo com a Polícia Militar, uma equipe foi acionada para ir até a Santa Casa apurar uma suposta situação de maus-tratos a um bebê. A morte de Adda Haile Vinceguerra Justo foi constatada logo após ela dar entrada no hospital. Ainda segundo a PM, o bebê chegou ao hospital com vários sinais de tortura, como hematomas de mordidas, apertões, quedas e asfixias, além de algumas fraturas por todo o corpo. Diante da situação, os policiais questionaram o pai Matheus Justo de Souza sobre o que teria acontecido e, inicialmente, ele apresentou diversas versões controversas, mas depois confessou o crime. Após a confissão, segundo a PM, ele foi preso em flagrante pelo crime de tortura seguida de morte e levado para a delegacia da cidade. Depois, foi encaminhado para o Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista. A mãe da criança foi liberada na presença dos pais. Ao G1, a avó do bebê afirmou que não haverá velório.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui