O policial militar Flávio Farias de Oliveira, de 31 anos, natural de Ibiassucê (BA), atirou na própria cabeça, após balear um amigo, identificado por Matheus Oliveira de Castro, de 20 anos, no início da noite desta quarta-feira (24/10), na Avenida Planície, no bairro Itatiaia, em Goiânia (GO).

De acordo com informações da Polícia Civil, o policial estaria manuseando a arma de fogo dentro de um automóvel, momento em que ocorreu um disparo, atingindo Matheus na cabeça. Testemunhas informaram que após atirar contra o amigo, o policial saiu do carro viu como o amigo estava e ao retornar para o veículo acabou por atirar contra a própria cabeça. O policial, que estava de folga, não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no local.

Matheus foi encaminhado pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol). Ele chegou a ser atendido pela equipe médica, mas também não resistiu. Ainda de acordo com a polícia, essa não foi a primeira vez que Flávio teve problemas ao manusear sua arma na frente de amigos. No último dia 22 de junho, o soldado estava em uma mesa com amigos e começou a manusear sua arma. E de acordo com Boletim de Ocorrência da Polícia Civil, a arma disparou acidentalmente atingindo a perna de um homem que estava no local. Logo após o disparo, uma equipe da Polícia Militar foi até o local e conversou com uma testemunha. Ela levou os militares até a casa do soldado, onde foi dada a voz de prisão. Com ele, os militares apreenderam sua pistola, uma Taurus PT 840. À época, Flávio Faria foi autuado e preso em flagrante pelo artigo 15 do Estatuto do Desarmamento (Disparo de arma de fogo).

Fonte: Vitória da Conquista Notícias

Foto: solaresengenharia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui