Votos brancos, nulos e abstenções batem recorde no pleito

0
0
Foto: Nelson Júnior/Veja
<

Os mais de 11 milhões de brasileiros que votaram em branco e nulo no segundo turno das eleições 2018, realizado neste domingo, 28, equivalem à população de um país como Portugal. Eles representam 9,5% dos 147,3 milhões de eleitores brasileiros. Jair Bolsonaro, candidato do PSL, foi o vencedor, escolhido por 57,7 milhões de brasileiros, e Fernando Haddad (PT) foi opção de outros 47 milhões.

De acordo com a Veja, por sua vez, outros 31 milhões de brasileiros deixaram de ir votar — ou 21,30% do eleitorado. Somados aos brancos e nulos, 42,1 milhões não escolheram um dos dois candidatos para ser o 38º presidente eleito democraticamente pelo País. Esse é o maior índice desde a redemocratização do Brasil.

Nas eleições presidenciais de 1989, brancos e nulos somaram 5,8% do eleitorado — equivalente a 4 milhões de pessoas —, enquanto abstenções somaram 14,4% do eleitorado, quase 12 milhões de pessoas. a comparação com as eleições presidenciais de 2014, houve pequeno avanço na soma entre brancos e nulos. Naquele ano, 9,64% optaram por não votar em Aécio Neves ou Dilma Rousseff. Também naquele pleito, 19,39% dos eleitores deixaram de ir às urnas, o equivalente a mais de 27 milhões de pessoas.

Fonte: Achei Sudoeste

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui