Anemia infecciosa equina ja levou ao sacrifício de mais de duzentos animais

0
10
Foto: Reprodução

A doença está trazendo grandes prejuízos para os Agricultores e criadores de cavalos da região de Guanambi. A Anemia Infecciosa Equina (AIE), já é responsável pela perda aproximada de duzentos animais, abatidos de acordo protocolo do Ministério da Agricultura, por ser infectocontagiosa e não ter cura.

No município de Palmas de Monte Alto, nas localidades de Água Verde, Mandacarú e Atoleiro 17 animais já foram sacrificados. A senhora Eva Pereira, morador na Fazenda Mandacaru entrou em desespero quando foi informada por técnicos da ADAB que teria que sacrificar o seu cavalo, único meio que usa para cultivar sua lavoura.

O gerente do escritório do órgão em Guanambi, Joaquim Barros, informou a nossa reportagem que há uma grande preocupação com a doença e aconselha criadores e agricultores em geral para fazer o exame dos animais para evitar maior contaminação.
A anemia infecciosa equina (AIE) é uma afecção dos equídeos, causada por um vírus, que uma vez instalado no organismo do animal, nele permanece por toda a vida mesmo quando não manifestar sintomas.  A principal forma de transmissão ocorre através de picada de mutucas e das moscas dos estábulos, mas o seu contágio pode acontecer pelo contato com o animal.

Fonte: Bonny Silva

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui