A apendicite é a inflamação de uma parte do intestino conhecida como apêndice, que se localiza na parte inferior direita do abdômen. Dessa forma, o sintoma mais típico de uma apendicite é o surgimento de uma dor forte e aguda que pode vir também acompanhada de falta de apetite, enjoo, vômitos e febre. Mas como reconhecer rapidamente os sintomas da apendicite? 

Sintomas de apendicite
As primeiras sensações de incômodo da apendicite surgem ao redor do umbigo, é comum que a dor se concentre no lado inferior direito do abdome. Devido à gravidade do quadro, é preciso estar atento à dor, especialmente se ela começa fraca e difusa e vai se concentrando na parte inferior direita do abdome com o passar das horas. Apesar de ser mais comum em pessoas entre 10 e 30 anos, a apendicite pode acometer pessoas de qualquer idade, incluindo crianças e idosos, que geralmente têm mais dificuldade de identificar os sintomas. A sensação de desconforto e as consequências podem variar de acordo com cada indivíduo, mas, além da dor intensa, outros sintomas comuns são: enjoo, perda de apetite, calafrios, febre, apatia, constipação, diarréia, distensão e rigidez abdominal. 

Apendicite crônica
A apendicite crônica corresponde à inflamação lenta e progressiva do apêndice. É mais comum após os 40 anos de idade devido ao ressecamento das fezes e obstrução do apêndice. Por isso, é importante que sejam feitos exames de rotina, caso haja predisposição, para que a apendicite crônica seja identificada e tratada.

Diagnóstico
Além de levar em conta o relato dos sintomas da apendicite, o médico apalpa a região mais baixa à direita do abdômen. Uma dor muito intensa nesse momento é prenúncio da presença de inflamação no local. Para completar a investigação, o especialista solicita um hemograma. Se o resultado desse exame de sangue mostrar uma elevação no número de glóbulos brancos (células de defesa), é indicação de que há uma infecção. Radiografia, ultrassom ou a tomografia auxiliam na exploração.

O que pode causar apendicite?
Na maioria das situações de apendicite não é possível identificar a causa específica da inflamação do apêndice, no entanto, a obstrução desse local do intestino parece ser a causa mais frequente. Quando isso acontece, pode ocorrer o acúmulo de fezes e bactérias no seu interior, que acabam provocando uma infecção e a inflamação. Acredita-se que a obstrução do apêndice possa surgir devido a várias situações relativamente comuns como uma pancada forte no local ou vermes, mas também devido a problemas mais graves como tumores intestinais, por exemplo.

ÔO que pode acontecer se a apendicite estourar?
Quando a apendicite não é tratada adequadamente, o apêndice pode acabar rompendo e causando duas principais complicações:
Peritonite: é a infecção do revestimento do abdômen por bactérias, que pode causar danos sobre os órgãos internos. Alguns sintomas que podem indicar uma peritonite incluem mal estar geral, aumento da febre, inchaço da barriga e sensação de falta de ar;
Abscesso abdominal: acontece quando o apêndice rompe e o pús se acumula ao redor, causando o surgimento de uma bolsa preenchida por pús.

Cirurgia de apendicite
A forma mais utilizada para tratar a apendicite é fazer uma cirurgia para retirar todo o apêndice. Essa cirurgia é conhecida como apendicectomia e, nela, o apêndice é retirado através de um pequeno corte no abdômen. Por isso, a pessoa normalmente precisa ficar internada depois do tratamento por 1 a 2 dias, de forma a avaliar que o intestino está funcionando corretamente e que não surgem complicações da cirurgia como sangramentos ou infecção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui