Implante permite que paraplégicos andem e cria esperança de reversão parcial

0
0
Foto: Reprodução/Facebook/CNN
<

Três pessoas com paraplegia conseguiram andar novamente com a ajuda de um implante que estimula a médula através de ondas elétricas, mostrou artigo publicado na revista Nature. Os pesquisadores da Universidade de Lausanne, na Suíça, revelaram que o mecanismo permitiu aos pacientes caminhar com auxílio de andadores e muletas; em alguns momentos, eles até mesmo conseguiram dar alguns passos sem qualquer suporte.   Lesões medulares interrompem a comunicação através do sistema nervoso, levando à perda de funções neurológicas e paralisia.

Normalmente, os nervos da medula enviam sinais cerebrais para as pernas; no entanto, no caso de indivíduos paraplégicos, o sinal é geralmente muito fraco para criar movimento. Para contornar essa falha na comunicação, o implante potencializa o sinal do cérebro, permitindo que os músculos das pernas sejam ativados. “Este pequeno dispositivo é um gerador de impulsos, ativando o eletrodo que está localizado [implantado] na medula espinhal”, explicou Jocelyne Bloch, uma das autoras do estudo, à CBS News. Além disso, de acordo com Gregoire Courtine, cientista que desenvolveu a técnica, o implante mostra indícios de reparação dos nervos danificados. “As fibras nervosas estão crescendo novamente.

Elas estão reconectando o cérebro à medula”, contou à CBS News. Por causa deste resultado inesperado, a equipe está confiante de que a paralisia possa ser revertida em algum grau, embora ainda seja necessário determinar até que ponto.  Um dos pacientes que estão sentindo os efeitos do dispositivo é David Mzee, cuja paraplegia já durava sete anos. É ele quem controla a estimulação – que acontece remotamente através de um relógio. Quando ativado, Mzee é capaz de andar cerca de 800 metros com a ajuda de um andador ou muletas para apoio.

Fonte: Achei Sudoeste

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui