Maquinário que trabalha na busca por vítimas atingiu um enxame que estava em árvore (Amanda Dias/BHAZ)

Quatro bombeiros que trabalham nas buscas por vítimas do rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho, foram atacados por um enxame de abelhas na última quarta-feira (20). Dois deles receberam aproximadamente 100 picadas e precisaram ser hospitalizados.

De acordo como tenente-coronel Anderson Passos, do Corpo de Bombeiros, o ataque aconteceu enquanto os bombeiros trabalhavam em uma área conhecida como “remanso três” – área onde os rejeitos se acumularam. Durante o manuseio das máquinas, uma árvore foi atingida e o enxame caiu, provocando o ataque.

Dois bombeiros tiveram aproximadamente 30 picadas e foram atendidos em um posto médico na região de Brumadinho. Os outros dois militares que sofreram mais picadas foram atendidos e transferidos para o hospital João XXIII, que é referência no tratamento deste tipo de trauma.

Eles permaneceram internados em observação e tiveram alta nesta sexta-feira (22). Agora, terão de passar por exames de praxe. Segundo o tenente-coronel, tudo corre bem. “Eles estão bem e em casa, prontos para voltar ao trabalho assim que possível e necessário”, explicou.

Operações

Próximo de completar um mês de buscas na região da Mina do Córrego do Feijão, na segunda-feira (25), os bombeiros trabalham com 117 militares na região, sendo 97 de Minas Gerais e 20 de outros estados. Até o momento, são 177 corpos identificados e 133 pessoas desaparecidas.

Fonte: Bhaz /  De Rafael D’Oliveira

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui