Na tarde desta sexta-feira (05), o Brasil recebeu a triste notícia da morte da cantora Marília Mendonça, de 26 anos. Ela e mais quatro pessoas morreram no acidente de avião que caiu em Minas Gerais

Ainda sem acreditarmos nessa tragédia, queremos lembrar dessa estrela como a pessoa mais humilde e incrível que o universo da música sertaneja teve.

Nosso coração está em pedaços, mas relembrar essas atitudes lindas que ela teve, acalenta um pouco.

Confira as 5 vezes em que a cantora foi incrível e talvez você não saiba.

1- Marília Mendonça ajudou a varrer o chão após show em Fortaleza

Depois da realização de seu show na virada do ano em Fortaleza, em 2019, a cantora foi flagrada ajudando o pessoal da limpeza a varrer o chão. Olha que exemplo de humildade! (vídeo abaixo)

2- Entregou cestas básicas nesta pandemia

Com a pandemia causando desemprego e falta de comida no prato do brasileiro, Marília Mendonça mostrou que a solidariedade é importante!

A cantora doou milhares de cestas básicas a famílias carentes de Goiânia (GO) e conscientizou os internautas sobre ajudar ao próximo.

3- Doou R$ 100 mil a instituição de caridade

Em 2018, ela fez um show na cidade de Campina Grande, Paraíba, e anunciou a doação de R$ 100 mil para a instituição São Vicente de Paulo e entregou à irmã Maria do Rosário, que cuida da entidade.

“Não gosto de mostrar esse tipo de coisa, mas queria mostrar para vocês que não quero deixar meu amor só nas palavras, porque isso fica muito pequeno diante de tudo que o Nordeste necessita, diante de tudo que o Nordeste é, fica muito pequeno diante de vocês”, disse Marília ao se oferecer para ser madrinha da Instituição.

4- Ajudou Manaus na crise do oxigênio nos hospitais

A cantora também abraçou Manaus durante a grave crise de falta de oxigênio nos hospitais para pacientes de Covid.

Juntamente com Whindersson Nunes e outros artistas, ela mobilizou recursos e transporte para a entrega dos cilindros de oxigênio.

5- Cantora vendeu jatinho para manter sua equipe na pandemia

Como vários artistas, Marília Mendonça estava sem shows. Para manter sua equipe na pandemia e não demitir, ela vendeu seu jatinho particular e passou a utilizar voos fretados.

A rainha da sofrência

Antes de se tornar a queridinha do sertanejo, Marília compunha para outros cantores.

Mas, com seu vozeirão impecável, o talento da cantora precisava expandir ainda mais e foi com o lançamento da música Infiel, em 2016, que tudo mudou.

A cada música nova, Marília Mendonça caminhava para se tornar a Rainha da Sofrência.

Infância simples

Marília Dias Mendonça nasceu no município de Cristianópolis, no estado de Goiás, em 1995. Leonina do dia 22 de julho, Marília foi criada em Goiânia e teve uma infância muito simples ao lado da mãe, Ruth Dias.

Enquanto a mãe trabalhava, Marília cuidava do irmão e desde cedo aprendeu a se virar com o que tinha.

Quando não tinha luz, usava vela, como ela mesmo chegou a contar em suas redes sociais ao lembrar da fase antes da fama.

A família de Marília costumava frequentar a Igreja evangélica e foi lá que o seu talento foi notado.

Ela começou a compor aos 12 anos e também passou a tocar e cantar na igreja.

Seu avô lhe pagava aulas de violão e, para ajudar a família, ela fazia algumas apresentações mais quais ganhava em torno de 50 reais por show.

O acidente

A caminho de um show que faria na noite desta sexta, 05, o avião que estava a cantora e mais quatro pessoas caiu perto de uma cachoeira na serra de Caratinga, interior de Minas Gerais.

A aeronave era um bimotor Beech Aircraft, da PEC Táxi Aéreo, de Goiás, prefixo PT-ONJ, com capacidade para seis passageiros.

Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o avião está em situação regular e tem autorização para fazer táxi aéreo.

Marília Mendonça deixa um filho, Léo, que completa dois anos em dezembro.

VEJA ABAIXO:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui