Durante a reunião da Comissão de Constituição e Justiça desta terça-feira (11), a deputada Ivana Bastos, membro titular do colegiado, relatou e deu parecer favorável, ao Projeto de Resolução nº 2.756/19, que visa à criação da Procuradoria Especial da Mulher no âmbito da Casa Legislativa, de autoria da deputada Fabíola Mansur.

Na justificativa da matéria, a parlamentar destacou a importância da iniciativa para recolher e catalogar as denúncias e somar com o trabalho dos demais órgãos oficiais. A estrutura contará com profissionais como psicólogo, advogado e assistente social para receber as denúncias e acolher as mulheres.

A deputada Ivana Bastos, também presidente da Unale e defensora da matéria, informou aos membros do colegiado sobre o processo para a implantação nas diversas Casas Legislativa do país. “A nossa luta é para que a Bahia integre os estados que já dispõem da estrutura. Hoje, 13 Assembleias Legislativas já dispõem da Procuradoria da Mulher. E a nossa pretensão é que até final do ano, todas as Casas da confederação brasileira contem com a unidade”, ressaltou.

Na busca por celeridade na apreciação do projeto, Ivana Bastos esteve na semana passada com o presidente da ALBA, deputado Adolfo Menezes, acompanhada da deputada federal Lídice da Mata, que é procuradora adjunta do órgão na Câmara Federal, e da autora do projeto, deputada Fabíola Mansur. “Hoje celebramos mais um passo importante no processo para implantação da unidade no legislativo baiano. Acreditamos que o ganho será grande e não causará custos extras orçamentários”, avaliou a parlamentar.

Distribuição gratuita de absorventes

Ainda durante reunião da comissão, Ivana Bastos relatou e deu parecer favorável ao Projeto de Lei n 24.107/21, que inclui na Política Estadual da Saúde da Mulher, a distribuição gratuita de absorventes higiênicos nas Unidades Básicas de Saúde, Escolas Públicas Estaduais e Unidades Prisionais e de Ressocialização de mulheres e adolescentes do Estado da Bahia, de autoria da deputada Olívia Santana.

Na justificativa da relatoria, a deputada argumentou dizendo que se trata de uma ação importante para garantir assistência às mulheres de baixa renda que precisam desse suporte mensalmente.

Direcom

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui