Foto: Reprodução

Deborah Marques é professora do curso de Direito do Centro Universitário UniFG e coordenadora da Pós-Graduação em Direito, além de coordenadora do Observatório UniFG do Semiárido Nordestino. 

A professora Deborah Marques Pereira Clemente recebeu, no último sábado (31), o título de Cidadã Guanambiense.

O título foi entregue em uma Sessão Solene no auditório da Câmara Municipal de Guanambi, como parte das comemorações dos 100 anos de emancipação político-administrativa do município.

Deborah Marques é professora do curso de Direito do Centro Universitário UniFG e coordenadora da Pós-Graduação em Direito, além de coordenadora do Observatório UniFG do Semiárido Nordestino.

Atua também conselheira do Conselho da Cidade e do Conselho do Meio Ambiente de Guanambi. O título de “Cidadão Guanambiense” é uma honraria concedida a pessoas que não são naturais de Guanambi e realizam trabalhos relevantes para a cidade.

A cerimônia foi presidida pelo presidente da Câmara Zaqueu Rodrigues e contou com presença do prefeito Jairo Magalhães, além de diversos membros da comunidade guanambiense, que lotaram o auditório da Câmara.

A indicação da professora Deborah Marques foi feita pela vereadora Maria Silvia Lilia, no que foi acatada de forma unânime pela Câmara de Vereadores. Natural de Montes Claros, onde também cursou a faculdade de Direito, Deborah vive em Guanambi desde 2013, quando passou a integrar o corpo docente da UniFG.

É coordenadora do Observatório UniFG do Semiárido Nordestino desde sua criação, em 2014, realizando um trabalho de grande impacto no município, a partir do desenvolvimento de projetos e estudos técnicos que visam subsidiar políticas públicas.

Através do Observatório, articulou parcerias importantes, como com o 17° Batalhão da Polícia Militar, o Consórcio Público de Desenvolvimento Sustentável do Alto Sertão, o MASB, a Caritas, entre outros. Para Deborah, “a articulação sempre teve como foco interesses públicos acima dos interesses privados, e sobretudo aqueles que trouxessem dignidade e acesso à cidade por todos os citadinos”.

De acordo com Deborah, o título de Cidadã Guanambiense é o reconhecimento efetivo do trabalho que vem sido desenvolvido através das pesquisas, ações de extensão e da atuação na comunidade. Receber essa honraria estabelece “um processo de reciprocidade e de pertencimento ao município que impulsiona a continuar cada vez mais lutando pela melhora urbanística, ambiental e jurídica e pela diminuição das desigualdades socio-espaciais no município de Guanambi”, completa.

Observatório UniFG – O Observatório UniFG do Semiárido Nordestino é um centro de referência técnico, socioeconômico, jurídico, ambiental e da saúde, com o intuito de nortear projetos, desenvolver pesquisas e ações que contribuam com o desenvolvimento do semiárido. Possui características multidisciplinares, buscando contribuir para a formulação e implantação de políticas públicas.

Foi criado com o objetivo de produzir conhecimentos via diagnósticos socio-espaciais, articulando projetos de extensão com disciplinas nos vários cursos de graduação e pós-graduação do Centro Universitário UniFG.

Nesse contexto, o foco do Observatório UniFG do Semiárido Nordestino é a investigação científica aplicada com o intuito de socializar informações e potencializar pesquisas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui