Na tarde desta segunda-feira (10), a deputada Ivana Bastos compôs a mesa de trabalho, durante a apresentação das ações da Secretaria de Desenvolvimento Rural do Estado (SDR). Na ocasião, o gestor da pasta Josias Gomes e a equipe técnica falaram sobre os Serviços Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (SETAF), assim como os programas, projetos e ações desenvolvidas pelo órgão para alavancar o setor.

Foram destaques, as ações de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), fundamentais para promover o desenvolvimento rural, mediante a produção e troca de conhecimento entre a agricultura familiar e os técnicos extensionistas.

A secretaria também citou a política de regularização fundiária, que visa o ordenamento agrário do Estado; assim como as ações de fomento à produção que buscam dinamizar os processos de produção e garantir ao agricultor segurança diante das intempéries naturais.

Outro ponto discutido foi no âmbito da agroindustrialização e comercialização, que para alémdo desafio de produzir, a agricultura familiar se depara com as necessidades de qualificar a produção para assim acessar os mercados tradicionais, institucionais e solidários, conseguindo desta maneira agregar valor à produção e aumentar a renda.

A pasta também apresentou as ações realizadas através do Programa Bahia Produtiva, resultado de um acordo de empréstimo entre o Governo da Bahia e o Banco Mundial, para a concretização de investimentos na profissionalização da gestão, na assistência técnica, na implementação de agroindústrias e no abastecimento de água.Também foram explanados os projetos vinculados a editais da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR) e ações via emenda parlamentar.

Segundo a deputada, o panorama apresentado contribui para direcionar as ações dos parlamentares junto aos municípios. “Todo material exposto nesta produtiva apresentação é fundamental para que o nosso trabalho em apoio aos municípios seja norteado da melhor maneira possível, visando garantir o fortalecimento da agricultura familiar nas comunidades”, considerou Ivana Bastos. 

Fonte: Ascom 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui