Foto: Reprodução

O deputado Jacó (PT), cobrou na plenária da Alba, na última terça-feira(18/02), que medidas rígidas precisam ser tomadas diante da morte da engenheira natural de Caetité Cibelle Araújo Ledo, 35 anos. A profissional morreu em um explosão no interior da pedreira Rio Branco, na cidade de Feira Santana no última dia 31 de janeiro.  

O deputado cobrou resposta sobre o caso, sugeriu a criação de uma comissão para acompanhamento. Para Jacó, o caso continua sem uma devida apuração e afirmou que a empresa que atuava na pedreira durante o dia do ocorrido era terceirizada e que teria deixado um grande volume de material para descarte. Cibelle ainda tentou entrar em contato com a terceirizada mas sem sucesso, sendo obrigada a retirar o material, que ocasionou a explosão e tirou a vida da engenheira.

O inquérito da Polícia Civil ainda não foi concluído. No dia do acontecido, moradores da região em um grande raio de distancia ouviram o grande estrondo causado pela explosão. 

Fonte: RADAR030

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui