A Ilha Perdida é uma obra literária de Maria José Dupré, publicada em 1944, pela editora Brasiliense e depois pela editora Ática, na Série Vaga-Lume

Enredo

A obra narra as aventuras de dois meninos de catorze e doze anos, chamados Eduardo e Henrique, cujo parentesco não é explicitado, mas aparentemente são irmãos ou primos. Ambos passam férias numa fazenda próxima a Taubaté, às margens de um grande e caudaloso rio, denominado como Paraíba. A descrição geográfica faz alusão ao Rio Paraíba do Sul, embora este não tenha a grandiosidade do rio descrito no livro.

A fazenda pertence a um casal chamado apenas de Padrinho e Madrinha, que são pais de Quico e Oscar, dois garotos descritos como primos dos protagonistas, o que leva a crer que os donos da fazenda são tios de Eduardo e Henrique.

Às escondidas, ambos decidem explorar uma ilha fluvial, conhecida por todos como Ilha Perdida, utilizando uma velha canoa. Mas uma cheia inesperada leva a embarcação, deixando-os isolados e sem provisões. Após se separarem, Henrique é descoberto e feito cativo por um estranho morador, que vive como eremita no local.

A narrativa enfoca a ação e o suspense, além de abordar o respeito à Natureza.

Personagens

  • Henrique – o mais novo dos dois irmãos, que explora a ilha e conhece o morador local chamado Simão, com quem convive por alguns dias
  • Eduardo – o mais velho da dupla, que fica vagando sozinho na ilha, enquanto Henrique é feito cativo
  • Quico – filho do Padrinho e da Madrinha, primo de Henrique e Eduardo
  • Oscar – filho do Padrinho e da Madrinha, primo de Henrique e Eduardo
  • Bento – filho de Eufrosina, a cozinheira da fazenda
  • Eufrosina – cozinheira da fazenda
  • Padrinho – proprietário da fazenda, pai de Quico e Oscar, tio de Henrique e Eduardo
  • Madrinha – esposa do Padrinho, tia de Henrique e Eduardo
  • Vera – uma das meninas que passava férias na fazenda
  • Lúcia – uma das meninas que passava férias na fazenda
  • Simão – eremita que vive escondido na Ilha Perdida
  • Tupi – velho cachorro da fazenda
  • Pingo e Pipoca – dois cachorros pertencentes à Vera e Lúcia

BOA LEITURA – …. CLICK >>> A ILHA PERDIDA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui