A entrega do vale-alimentação no valor de R$ 55, por estudante, para os 800 mil estudantes da rede estadual de ensino foi iniciada na manhã desta segunda-feira (20), nas unidades da Cesta do Povo e do Assaí instaladas em Salvador e em mais 21 municípios baianos. O vale-alimentação totaliza um investimento de R$ 44 milhões do Governo do Estado e está sendo entregue, de imediato, a 284 mil estudantes pelas redes Assaí e Cesta do Povo, e suas lojas credenciadas. Para os estudantes que moram nos municípios onde estas redes de supermercados não atendem, será entregue o vale-alimentação diretamente na escola.  

O vale é destinado, exclusivamente, para a compra de gêneros alimentícios, como feijão, arroz, macarrão, açúcar, frutas, verduras, café, leite, carne e frango, dentre outros. Para a retirada do vale-alimentação e adquirir os produtos do mercado, o estudante, pai, mãe ou responsável deverá ir ao setor de atendimento ao cliente portando o CPF cadastrado na escola e documento de identificação com foto.  

O vale pode ser resgatado durante todo o período de suspensão das aulas e a Secretaria da Educação do Estado recomenda cuidados de proteção individual devido à pandemia do novo Coronavírus. “Estes 284 mil estudantes representam a cobertura de 22 cidades, em 13 territórios de identidade e cerca de 400 escolas. Iniciamos o processo com muita alegria, porque estamos vendo a concretização da segurança alimentar dos estudantes da rede estadual. Toda nossa equipe está envolvida e atuando em parceria com as duas redes de supermercados para que estas famílias consigam fazer as compras o mais rápido possível. Pedimos aos responsáveis ou estudantes que, se puderem, só reservem a uma pessoa a tarefa de ir ao mercado, que evitem aglomerações e que usem máscara”, afirmou o secretário estadual da Educação, Jerônimo Rodrigues. A vendedora Wilta Monteiro do Vale esteve na loja da rede Assaí, no bairro de Paripe, em Salvador, e foi uma das primeiras a receber o vale de seu filho André Lucas Vale de Carvalho, 12, que estuda no Colégio Estadual Ana Cristina Mata Pires. “Este benefício veio em uma boa hora, pois eu acabei de ficar desempregada e este valor vai nos ajudar bastante. Quero parabenizar o nosso governador pela iniciativa”, afirmou.

Segundo a empregada doméstica Analice de Lima, 52, que é mãe de Janaina Lima Santos, 16, estudante do Colégio Estadual Goes Calmon, o benéfico veio no momento ideal. “Este valor vai nos ajudar muito neste momento, pois vai dar um grande reforço na alimentação da minha filha. Compramos diversos produtos para a merenda diária dela como leite, biscoito, iogurte, queijo e outros alimentos saudáveis”, disse, ao ser atendida na loja da Cesta do Povo do bairro de Ogunjá. Cartão alimentação – Para os estudantes que moram em municípios não atendidos por essas duas redes de supermercado, estão sendo feitos os cartões alimentação, que serão entregues diretamente aos estudantes pelas escolas. Quem ainda não tem o CPF informado no ato da matrícula deve fazer a atualização no sistema Siadiante, acessando o Portal da Educação. Dúvidas também podem ser sanadas pelo telefone: 0800 284 0011.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui