Foto: Reprodução

Rio de Janeiro – A juíza de paz Nahaty Gomes de Mello, de 33 anos, estava feliz pela gravidez da primeira filha com o marido, Ricardo Pinheiro Juca. Seis dias antes de ser morta, no último sábado (14), a mulher fez uma declaração de amor ao esposo. Ele é suspeito de matar a grávida de seis meses e está preso em Nova Friburgo, na Região Serrana do RJ.

Em seu Instagram, Nahaty aproveitou o Dia dos Pais para dizer que o marido “era o pai perfeito” para sua filha.

“Meu amor, feliz dia dos pais!! Nesses 6 meses do nosso pacotinho eu só tenho amor, gratidão e certeza de que nossa filha tirou a sorte grande em te ter como PAI!! @ricardopinheirojuca nós te amamos muito!! #felizdiadospais #papi #papai #paidemenina #love #familia!”, escreveu a mulher”, escreveu na grávida no dia 8 de agosto.

Dois meses antes do feminicídio, Nahaty fez uma declaração de amor ao marido pelo Dia dos Namorados. A juíza de paz disse o quanto ele era importante na vida dela e o chamou de “eterno namorado”.

“Meu marido é, e sempre será meu eterno namorado, pois buscamos cultivar sempre momentos leves, alegres, românticos, únicos! Casamento é bom demais, pq vc pode ter seu namorado (ou namorada) pertinho o tempo todo… o meu conselho para cada um é que nunca se esqueçam de aproveitar cada momento ao lado de quem se ama!”, escreveu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui