O radialista Fábio Sousa, do Jornal 88 FM, da cidade de Livramento de Nossa Senhora, falou em entrevista ao site Achei Sudoeste sobre o período crítico que viveu após ter sido contaminado com o vírus da Covid-19. Segundo ele, foi uma situação tenebrosa que não deseja para ninguém.

“Desde o dia 28 de março comecei a sentir os sintomas. Foi uma coisa horrível, muito difícil. Tive fortes dores de cabeça. Parecia uma bomba relógio que podia explodir a qualquer momento. Logo depois, uma febre muito alta e a falta de ar.

Não conseguia respirar de forma alguma, tinha algo apertando o meu peito”, relatou. Devido ao seu quadro, o radialista precisou ser internado na UPA 24 Horas no município, de onde foi transferido para uma UTI em Vitória da Conquista.

Na unidade, Souza disse que chegou a ter 75% de comprometimento da função pulmonar. No total, foram 13 dias de internação. “Só estava respirando com o auxílio do respirador.

A sensação é de que realmente a gente vai perder a vida. A dor de cabeça forte, o fato de não conseguir respirar, a pressão no peito, tudo leva a crer que vamos morrer.

O desespero é muito grande”, resumiu.  O radialista celebrou a sua recuperação e agradeceu a toda equipe de médicos, enfermeiros, auxiliares e técnicos que cuidam de todos os contaminados que precisam de maior suporte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui