Foto: Reprodução

Quem trabalha mais de 55 horas por semana corre mais risco de morte. principalmente por doenças cardíacas e acidentes vasculares cerebrais. O alerta é da organização mundial da saúde e da organização mundial do trabalho.

A pesquisa revela que a rotina de trabalho ficou mais intensa com a pandemia. E chama atenção para os perigos do tele-trabalho segundo o estudo, muita gente que trabalha em casa acaba tendo dificuldade de se desconectar do trabalho, provocando uma sobrecarga.  

Diante das conclusões do estudo, a organização das nações unidas sugeriu que os países adotem uma legislação que limite as jornadas em todos os setores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui