Montealtense morre, após colisão entre motos na BA-263, em Sebastião Laranjeiras; outros 3 jovens ficaram feridos

0
180
Foto: Arquivo

Um jovem, identificado como Romário Gomes de Almeida, de 21 anos, morreu na noite desta quinta-feira (15\11), após colisão entre duas motocicletas, na BA-263, nas proximidades do distrito de Mandiroba, no município de Sebastião Laranjeiras (BA). Além dele, outros três montealtenses ficaram feridos.

De acordo com informações obtidas pelo Portal Vilson Nunes, o acidente ocorreu por volta das 19h50, quando os jovens retornavam para o município de Palmas de Monte Alto, depois de passar o feriado no Balneário Lajedo, em Sebastião Laranjeiras. Testemunhas relataram à polícia que, as duas motocicletas, sendo uma (Honda\CG 150 Fan, ano 2013, cor preta, placa OUO-5438, licença de Palmas de Monte Alto e uma Bros, sem placa de identificação) seguiam na mesma direção e numa curva um dos veículos acabou colidindo no outro provocando o acidente.

Foto: Reprodução / Portal Vilson Nunes

Romário que conduzia a Bros teve morte instantânea. Na garupa da referida motocicleta viajava um jovem, de prenome Adenilton, que teve alguns ferimentos. No outro veículo viajavam Gimaldo Santos e Santos e Bruno da Silva Souza. Os três feridos foram socorridos por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) e encaminhados ao Hospital Municipal Milton Farias Dias Laranjeira, em Palmas de Monte Alto. Conforme informações da Unidade Hospitalar, Gimaldo sofreu fraturas na perna e deverá ser transferido ao Hospital Regional de Guanambi para realização de procedimento cirúrgico. Bruno fraturou o punho e cortou o joelho. O outro, identificado como Adenilton não teve ferimentos.

Foto: Reprodução / Portal Vilson Nunes

Uma equipe do Departamento de Polícia Técnica (DPT) esteve no local realizando a perícia. O corpo da vítima foi removido ao Instituto Médico Legal (IML) de Guanambi para ser necropsiado.

A cidade ficou bastante comovida com a morte prematura de Romário, que morava no bairro Oliveira. Filho de Durvalino e Cassiene, ele trabalhava no Sacolão, no centro da cidade e, era muito querido pela sua simpatia no atendimento.

Fonte: Portal Vilson Nunes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui