Foto: Reprodução

O prefeito da cidade de Jacobina, no norte da Bahia, baixou um decreto reduzindo o próprio salário em cerca de 92%. Até dezembro deste ano, Tiago Dias (PCdoB) vai receber apenas um salário mínimo, e não a remuneração de R$ 15 mil do cargo.

O gestor, que é agricultor, também chamou atenção ao ir para a posse montado em um boi. De acordo com ele, a redução foi uma medida tomada para dar exemplo ao trabalhador, já que a maioria das pessoas de Jacobina também sobrevive com um salário mínimo. “Eu tomei algumas decisões já na pré-candidatura, e uma delas foi que eu iria reduzir o salário do prefeito para o mínimo.

Pela sensibilidade que o homem público tem que ter, de que o trabalhador é trabalhador. 90% das pessoas em Jacobina e em outros estados do Brasil sobrevivem com um salário mínimo, diferente do prefeito. Eu tenho aqui carro à disposição, combustível à disposição, assessoria à disposição.

Estou bem à frente do trabalhador e da trabalhadora nesse ponto. Então a gente tem que dar o exemplo”, disse ele. No decreto publicado na segunda-feira (4), apenas o prefeito teve salário reduzido.

Tiago Dias disse ainda que não chegou a mencionar a redução salarial que pretendia na campanha política. Com a redução salarial, o retorno do dinheiro para os cofres públicos é de cerca de R$ 170 mil.

O prefeito disse que esse dinheiro será investido em instituições que prestam apoio a crianças em situação de vulnerabilidade social.

Veja mais: Maisnoticias.net.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui