Foto: Divulgação/PM

O Conselho Regional de Odontologia da Bahia (CRO-BA), em parceria com a Polícia Militar, prendeu em flagrante Ediberto Alves Afonso e Eudes Machado de Palma exercendo ilegalmente a profissão de cirurgião-dentista no município de Urandi, a 206 km de Brumado.

Ambos confessaram realizar procedimentos odontológicos em pacientes, como restaurações e extrações, há mais de dez anos. Segundo Dr. Carlos Dourado, Presidente da Comissão de Fiscalização do CRO-BA, o exercício ilegal da profissão de cirurgião-dentista é crime, além de colocar em risco a saúde da população, alertou também que o local estava em condições totalmente insalubre com alto risco de transmissão de doenças infectocontagiosas. O falso dentista vai responder pelo exercício ilegal da profissão da odontologia.

Se condenado, ele pode pegar de seis meses a dois anos de prisão. Foram recolhidas partes dos materiais e instrumentais de ambos, os dois foram conduzidos à Delegacia de Polícia para os procedimentos cabíveis.

Fonte: Achei Sudoeste

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui