Foto: WhatsApp/Achei Sudoeste

Após ter sido brutalmente agredida pelo companheiro, a jovem Gleici Helen de Oliveira Silva, 22 anos, continua internada no Hospital Municipal Professor Magalhães Neto, em Brumado. O crime ocorreu no último sábado (17).

Em entrevista ao site Achei Sudoeste, a irmã da vítima, Gileane de Oliveira, informou que Helen permanece sedada em razão das múltiplas lesões na face. “Ontem, ela estava totalmente sedada. Hoje, eles diminuíram um pouco a sedação. Já tiraram a fralda. Ela conseguiu levantar, com a ajuda da minha mãe e da minha prima, para ir ao banheiro. Está muito machucada, ainda sem conseguir conversar. Os olhos ainda não abrem”, relatou. 

Indignada, Gileane disse que Hemerson Matheus Lima Souza, acusado de cometer o crime, conseguiu estragar o rosto tão lindo da irmã. “Ele bateu muito no olho esquerdo dela. Ela vai ficar com problema nos olhos. Ele quebrou o nariz dela. No hospital mesmo eles vão fazer uma cirurgia no nariz e na face. Ela ainda está muito inchada e sedada. Não sabemos como vai ser quando ela acordar. Mas o que importa é que ela está viva”, resumiu. As fotos foram divulgadas com a autorização da família.

Brumado: Acusado de agressão contra ex-companheira responderá ao processo em liberdade

O acusado de tentativa de feminicídio contra a ex-companheira Gleici Helen de Oliveira Silva, 22 anos, Hemerson Matheus Lima Souza, 22 anos, responderá ao processo em liberdade.

Em decisão no domingo (18), o juiz plantonista Antônio Alberto Faiçal Júnior concedeu, um Habeas Corpus para o acusado após pedido de sua defesa, com parecer favorável do Ministério Público Estadual (MPE). 

Nele, o magistrado ainda determina que o acusado está proibido de se aproximar da vítima (limite mínimo de 200 metros), de ter contato com a ofendida por qualquer meio, bem como terá de comparecer a todos os atos processuais.

Além disso, Hemerson não poderá se ausentar da Comarca sem prévia autorização Judicial e deverá manter o recolhimento domiciliar no período noturno e nos dias de folga, entre as 23 e as 5h.

Ele chegou a ser preso em flagrante no Hospital Municipal Professor Magalhães Neto, onde teria ido buscar atendimento após ser linchado por populares.

As agressões teriam ocorrido na noite do último sábado (17), na residência da vítima. Segundo laudo médico, Gleici fraturou os ossos do nariz e tem bastante coágulo de sangue no rosto em razão das múltiplas lesões.

Com informações do Achei Sudoeste, editadas e atualizadas por Maisnoticias.net.br

1 COMENTÁRIO

  1. Como não há punição, esse crime sempre ocorre! Daí pergunto:. Se em flagrante a prisão, como pode uma soltura assim tão rápida?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui